Um Fim e uma Champagne

Light and Day – The Polyphonic Spree

Passeando por suas páginas, o dicionário me conta que Fim é o mesmo que conclusão, remate, limite de extensão, de tempo. Não sei se são as bolhas da champagne, os fogos de artifício cadentes ou os percalços da vida que me impelem a erguer a mão para manifestar, ainda que penosamente tímida e um tanto mambembe, a ideia que venho cultivando cá em meus botões: um Fim também pode ser uma Chance.

Ao fim de um livro, tenho a chance de ser tocada pelas palavras que dele devorei, refletir, metamorfosear. De um beijo, a de abrir os olhos e ver meu brilho refletido nos dele. De uma vida, do saudosismo, de pensar no tempo que me resta. De um relacionamento, de respirar, de enfrentar meus reflexos nos espelhos mil em que me encontro espalhalhada. Ao fim de um ano, tenho a chance de zerar meu saldo, fazer o balanço e iniciar minha somatória de vivências já com o acréscimo de um dígito.

É quando deixo que a nostalgia me invada, sem resistir, com direito até a trilha sonora pra facilitar o caminho. Lá se foram 12 meses… Pois é, 365 dias, quem diria! Quantas gargalhadas dadas, e quantas perdidas no meu infinito particular… Tantas promessas levadas pelo mais leve sussurrar de brisa, desencontros planejados, cartas em garrafas nadando no oceano de minhas lágrimas rumo a lugar nenhum, para ninguém… 

Ajudei, atrapalhei. Clarifiquei, confundi. Adocei, azedei. Fui desafiada, topei. Desafiei, houve titubeio. Me convidaram a mergulhar, tive medo. Quis pular, parei pra pensar. Dei abraço, beijo, ombro, colo, alma, coração. E deixei de dar tudo isso também. Meti os pés pelas mãos, agi por impulso, falei demais. Prendi, soltei, retraí, protestei. Calei quando não podia, ouvi quando não queria. Batalhei, desisti, acendi, apaguei. Acertei, errei, decidi, duvidei. Senti ausência, senti plenitude, espiei o inferno e fui bater na porta do ceu. Vivi. Por 365 dias. Vivi.

Com o fim deste ano, tenho a chance de me reinventar no próximo. Tenho a chance de descobrir novos vícios musicais. Tenho a chance de rir aos quatro ventos, chorar numa esquina o meu desencanto, dar boas vindas, dizer adeus, acreditar com brilho nos olhos, duvidar com o coração apertado, dar abraço de saudade, beijo de despedida, os dois com a certeza de um “até logo”, tomar sorvete no inverno e café no verão.

Posso escrever com a alma, aprender a beber e deixar o cabelo crescer com o Eduardo da Mônica, errar, perdoar, parar de perseguir esse ideal insano de beleza, acelerar os batimentos do coração, desacelerar o passo, respirar fundo, correr, amar. Posso ser tudo, posso ser nada, mas devo ser eu.

Mesmo sem resoluções de ano novo, oferendas a Iemanjá ou pular o número preciso de ondas à luz da lua, fecho os olhos, encho o peito de ar e crio coragem para sussurrar a plenos pulmões: com a chegada do novo dígito, vou fazer as pazes comigo mesma. Vou hastear a bandeira branca, cantar uma do Lennon e sorrir um sorriso com todos os dentes.

Um brinde, então. Branco, borbulhante, puro, retrô, fresco, misterioso. De um colorido vivo e desbotado, levemente ácido e absolutamente doce. Um brinde a mim, a Clarice, ao poeta que aqui reside, ao infinito, à verdade, aos amados, aos desafetos, às particularidades, a você, a nós, ao mundo. Um brinde de sorrisos e fogos de artifício brilhando majestosos no seu ceu. Tin tin. Um brinde à vida, meu bem, um brinde.

Anúncios

Uma opinião sobre “Um Fim e uma Champagne

  1. q esses fogos iluminem seu recomeço. q esse champagne borbulhe na sua felicidade. q haja um brinde a cada nova reconquista. q haja um premio a cada nova reinvenção. q haja luz no brilho dos teus olhos. e q haja em mim,sempre uma esperança por uma nova chance.
    (e q vc nunca pare de escrever. sentimentos são o oxigenio da alma. da sua e dos seus leitores)

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s