Caderno Azul #6

“Let It Be”, The Beatles

Há pouco no mundo capaz de sufocar mais que a ausência de inspiração.

O desamparo penetra e pode ser sentido em cada célula, a frustração perfura osso por osso, e tem-se a certeza de que todos podem sentir o tédio exalar de cada poro.

Seria de preocupar essa recorrência não só de pauta, mas sensação? Seria não, quando já é, já foi e, pelo visto, ainda há de ser. Revisitações e longos abandonos, a determinação seguida do desalento, até quando se daria essa dança arrítmica e tropeçada?

Vai ver é mais um dia, um ano, um apanhado de meses daqueles. Vai ver é passageiro e logo se torna motorista, dono de sua direção. Vai ver uma hora reinicia e volta a funcionar feito novo. Vai ver desencanta, só para poder voltar a encantar.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s